Durante folga de Carnaval no litoral catarinense, o presidente Jair Bolsonaro se mostrou irritado com a suposta censura do Facebook, que não permitiu o envio de imagens anexadas por seus apoiadores, e levantou a hipótese de elevar impostos para redes sociais no Brasil.

Bolsonaro – que novamente causou aglomerações e fez passeios sem máscara em um momento crítico da pandemia no Brasil – alegou que o certo seria que as redes sociais retirassem de circulação veículos de imprensa, que seriam “fábricas de fake news”, mas que não faria isso por “ser um democrata”.

O chefe do executivo parece esquecer do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal.

Acompanhe a análise de Reinaldo Azevedo, âncora do “O É da Coisa”, da BandNews FM:

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu parei de ouvir Band News por causa desse energúmeno… No governo do PTista Lula, era tudo uma maravilha… Descoberta as maracutais fazia aqueles longos e entediantes discursos dizendo nada…

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome